Obituários

Arquivo: 2021 | 2020 | 2019 | 2018 | 2017 | 2016 | 2015 | 2014 

2022

 

Christian Seulin (1955-2022)

É com pesar que anunciamos o falecimento de Christian Seulin na segunda-feira, 25 de abril de 2022, aos 67 anos. Como psiquiatra, ingressou no SPP em 1996, tornou-se membro titular em 2005 e depois analista de formação. Ele foi muito ativo no Grupo Lyonnais (GPLRA), foi seu presidente duas vezes, depois diretor do Institut de Lyon de 2021 a 2022, até o final, apesar da doença. Também ocupou várias responsabilidades na SPP, incluindo Secretário do CECE e Presidente da Comissão de Nomeações de 2018 a 2020. A nível científico, foi investigador da CPLF em 2015, sobre "a emergência e as transformações da sexualidade infantil na tratamento". Publicou inúmeros artigos e capítulos, em particular na Revue Française de Psychanalyse, a última em 2019. Estendemos nossas condolências à sua família, amigos e colegas, e especialmente à sua esposa, nossa colega Françoise Seulin.

Société Psychanalytique de Paris Clarisse Baruch, Presidente, e Anne Rosenberg, Secretária Geral

Carole Levaque

É com profunda tristeza e pesar que anunciamos o falecimento de nossa querida colega e amiga Carole Levaque na quarta-feira, 11 de maio de 2022. Ela fará muita falta para a comunidade psicanalítica, sua família e muitos amigos em todo o mundo. Informações adicionais serão anunciadas assim que forem disponibilizadas pela família.
C'est avec une profonde tristesse et le cœur lourd que nous vous annonçons le décès de notre chère collègue et amie Carole Levaque le mercredi 11 mai 2022. monde. Desinformações complementares seront annoncées au fur et à mesure qu'elles seront disponibles auprès de la famille.

Société psychanalytique de Montreal (SPM)


Jean Paul Moreigne

O Presidente, o Conselho e os Membros da Sociedade de Pesquisa e Treinamento Psicanalítico estão tristes em anunciar a morte de seu amigo e colega Jean-Paul Moreigne, Psicanalista, membro fundador da SPRF em 21 de abril de 2022. Prestamos homenagem ao homem da cultura, caloroso, leal, defensor do humor e da tolerância, o psicanalista de mente aberta totalmente engajado em sua prática e na história do movimento analítico.

Nous avons la tristesse de vous annoncer le décès d'un des membres fundateur et honoraires de la SPRF, M. jean-Paul Moreigne. La Presidente, Le Bureau et les Membres de la Société Psychanalytique de Recherche et de Formation ont la tristesse d'annoncer le décès de leur ami et collègue Jean-Paul Moreigne, Psychanalyste, membre fondateur de la SPRF le 21 avril 2022. Nous rendens hommage à l'homme de culture, chaleureux, leal, partidário de l'humor et de la tolérance, le psychanalyste ouvert et pleinement engagé dans sa pratique et dans l'histoire du mouvement analytique.Nous pensans tout particulièrement à sa famille à qui nous présentons nos plus sincères condolências.

Société Psychanalytique de Recherche et de Formation

Edna Vilete

A Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro comunica com muito pesar o falecimento da nossa querida Edna Vilete no dia 11 de abril. Edna sempre representou o espírito da nossa sociedade. Ativo, afetivo e profundamente dedicado à causa psicanalítica. Com seu entusiasmo, foi responsável pela difusão da psicanálise pelo Brasil. Companheira, gentil e portadora de amplo e profundo conhecimento, ela seguirá para sempre como fonte de inspiração e exemplo. Nosso mais profundo apoio aos seus familiares. A SPRJ vive um momento de dor e luto. Descanse em paz querida Edna com a certeza de que seu trabalho foi plenamente realizado.

José Alberto Zusman Presidente da Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro, toda a Diretoria e membros de nossa sociedade

Dr. Masahisa Nishizono

Dr. Masahisa Nishizono, um membro de longa data do JPS e IPA que liderou o mundo psicanalítico do Japão por tantos anos, faleceu pacificamente ontem, em 19 de abril.
Nascido em 1928, Dr. Nishizono serviu como Presidente da JPS de 1992 a 2008, e permaneceu como Membro Honorário da nossa Sociedade. Como figura principal da psicanálise japonesa, ele ajudou a fortalecer a presença do Japão na psicanálise global e foi especialmente ativo no estabelecimento de fortes laços com outros países asiáticos, principalmente a Coréia do Sul.
Ele continuou sua prática psicanalítica até os 90 anos e era profundamente amado e respeitado por seus colegas e pacientes por sua sabedoria, cordialidade e dedicação ao seu trabalho. Todos sentiremos muito a falta dele, especialmente nas atuais circunstâncias perturbadoras em todo o mundo.

Toko Igarashi, Sociedade Psicanalítica do Japão

Alfred Dumitrescu 

É com profunda tristeza que anunciamos o falecimento de nosso colega Alfred Dumitrescu (12 de maio de 1955 - 10 de fevereiro de 2022), psicólogo, psicanalista, ex-presidente (3 mandatos) da Sociedade Romena de Psicanálise, membro da Comissão de Ética e a Comissão de Formação da nossa Sociedade, um clínico extraordinário com um notável espírito institucional e de equipa.
A comunidade psicanalítica perdeu, portanto, uma pedra angular do movimento psicanalítico romeno. 
Alfred Dumitrescu tinha uma devoção inabalável à psicanálise, à profissão de psicanalista e às atividades da Sociedade Romena de Psicanálise, e sua abertura e participação em vários eventos da Federação Europeia de Psicanálise e da Associação Psicanalítica Internacional proporcionaram uma oportunidade para fortalecer a conexão com a grande psicanálise.
Sentiremos muita falta de sua força interior, do apoio que deu em todas as situações humanas, colegiais e institucionais difíceis, de seu humor vivo e saudável, do olhar aguçado, das palavras certas, da mente brilhante, da vitalidade, da capacidade de criar conexões, de difundir seu conhecimento, estar onde era mais necessário, e muitas outras qualidades pelas quais já lhe somos gratos há mais de 30 anos.

Em nome do Comitê Executivo da Sociedade Psicanalítica Romena

Manuela Utrilla

Da Diretoria Executiva da APM, expressamos nosso profundo pesar pela perda da nossa querida Manuela Utrilla.
Manuela foi uma grande psicanalista e uma grande pessoa, exemplo de criatividade, amor ao conhecimento e paixão pela psicanálise. Ela era uma trabalhadora incansável e uma defensora dedicada dos ideais em que acreditava e transmitia aos que a cercavam com entusiasmo e generosidade. Ela embarcou, e nos embarcou, Uma Odisseia do Pensamento, que permitiria Tecer Sonhos, acabando por desembarcar num porto onde “a sabedoria emerge quando o amor do saber e o saber do amor se unem”, nas palavras de Raimon Panikkar, que ela fez a sua própria quando seu livro Uma Odisseia do Pensamento foi publicado.
Recordando em conjunto as belas e profundas palavras que ela tão generosamente partilhou connosco, e que não podiam deixar de emocionar quem as ouviu, recordamos a sua declaração final na homenagem que lhe foi prestada pela APM. Manuela disse: “Sem limites não há pensamento, sem pensamento não há liberdade, e sem liberdade não há amor”. Acreditamos que a Manuela é um daqueles seres humanos que deixam marcas profundas em quem teve o prazer e a sorte de conhecê-la, ouvi-la e aprender com ela, e nessas pegadas podemos continuar a caminhar juntos.
Muito obrigado, querida Manuela, pelo seu importante legado. 

Mercedes Puchol, Presidente da Associação Psicanalítica de Madrid

Não sei se existe tarefa mais dolorosa e ao mesmo tempo mais reconfortante do que compor uma memória emocional de alguém tão querido como Manuela. Deixou-nos no dia 4 de fevereiro de 2022 com a serenidade, coragem e sabedoria que marcaram a sua história profissional e pessoal, deixando um grande vazio nos nossos corações e na vida institucional da APM. Tentarei apresentar um breve retrato de sua vida profissional, que será inevitavelmente incompleto e panorâmico, por ser tão amplo e versátil. Depois de concluir os seus estudos de medicina na Universidade Complutense de Madrid e após um breve período com Lopez Ybor, decidiu continuar a sua formação fora de Espanha, onde havia outras oportunidades e um ambiente social e cultural diferente.  Milagros Cid [ Leia o obituário completo: Um generoso e fértil Delta da vida ]  

Fred Pine

É com grande tristeza que compartilho a notícia do falecimento de Fred Pine de câncer em casa na sexta-feira, 7 de janeiro, aos 90 anos. Escrevo em nome de meus colegas do Instituto Psicanalítico de Nova York para expressar nosso profundo pesar por sua perda e nossas condolências aos seus colegas internacionais.
Fred estudou no City College de Nova York e obteve seu Ph.D. da Universidade de Harvard. Ele se formou no Instituto Psicanalítico de Nova York e um membro proeminente do Estudo de Separação-Individuação escrito por Mahler, Pine e Berman em 1975. Fred atuou como professor docente e consultor clínico para o Contemporary Freudian Track na NYU. Ele próprio foi um dos pensadores mais individualizados do nosso tempo, com cerca de 70 trabalhos publicados que evidenciaram a sua capacidade de síntese complexa e integração tanto no mundo da teoria como na prática clínica. O artigo mais recente de Fred foi publicado no JAPA apenas algumas semanas antes de sua morte. O artigo “Uma Odisseia Pessoal Através do Processo e Presença Psicanalítica” é uma “leitura obrigatória” para quem busca um modelo de como fechar uma clínica com humanidade, humildade e transparência, mantendo as necessidades do paciente em primeiro lugar. Leia o obituário completo
Wendy Olesker, Ph.D, Instituto Psicanalítico de Nova York